Assinatura RSS

Resenha: Em busca de Wondla

Publicado em

Sinopse:

em-busca-de-wondla

”Eva Nove nunca conheceu outro ser vivo – sua única companhia é a robô azul-clara Mater -, mas sabe que existem outros humanos no mundo porque guarda um item valioso: uma ilustração de uma garotinha, um adulto e um robô, junto da estranha palavra “WondLa”. Quando a menina é obrigada a fugir de seu abrigo subterrâneo ultratecnológico para se proteger do ataque de um caçador, ela descobre um planeta fantástico e muito perigoso, povoado por criaturas estranhas.
Na companhia de um simpático cerúleo chamado Andrílio e de Otto, um urso-d’água com quem mantém uma comunicação telepática, ela vive uma jornada surpreendente, divertida e emocionante.”
10484723_1615490782071969_6042887423753357455_n 11193226_1615489552072092_4949030815294758601_n
Resenha, entre ácaros e páginas:
É triste saber que um livro tão maravilhoso como esse não seja muito conhecido no Brasil, Tony DiTerlizzi, não só o escritor, como também, o ilustrador, decidiu ilustrar praticamente o começo de todos os capítulos, desenhos totalmente caprichosos que te fazem entrar mais ainda na história, e esse livro não é apenas aparência, o escritor conseguiu me fazer realmente entrar no mundo de Eva Nove, chega a parecer mágico o jeito que o autor prende o leitor.
A história conta sobre a vida de Eva Nove, que foi criada por uma robô em um santuário subterrâneo, ela nunca conheceu a vida fora desse santuário, inclusive nunca viu o sol nem a lua. O legal é que nesse lugar que ela mora, ela recebe treinamentos de como sobreviver na terra, assiste desenhos, enfim, ela sabe muito bem como é o nosso planeta, é aí que começa o ponto principal da história, quando a casa dela é invadida e destruída, Eva Nove tem que fugir, e descobre que se encontra em um lugar muito diferente da terra que sua ”mãe robô” descrevia durante toda sua vida, será que esse planeta que ela vive é mesmo a terra?
Ela sai a procura de outros seres humanos, durante a jornada Eva faz muitas amizades e passa por aventuras e perigos eletrizantes.
É inevitável não se apaixonar por Eva, uma garota doce e boa, o escritor soube cria-la muito bem, o cenário do livro é totalmente plausível, cheio de criaturas mágicas e cenários muito bem detalhados, é incrível como ele abusou da imaginação ao escrever esse livro, eu me senti magicamente ”dentro” dele.
Antes de começar a ler o livro, eu julgava que ele seria uma leitura muito infantil, realmente o livro tem uma linguagem simples, mas isso o torna gostoso de ler, eu meio que me senti criança de novo quando li ele. Já estou ansiosa para ler o segundo volume, a continuação da história, e realmente espero que esse livro ganhe o reconhecimento que merece.

Resenha: Morte na mesopotâmia

Publicado em

Sinopse:

No sítio arqueológico de Tell Yarimjah, às margens do rio Tigre, a enfermeira Amy Leatheran recebe a missão de cuidar da frágil e enigmática Louise Leidner, esposa do arqueólogo-chefe. Em meio à sinistra atmosfera e ao bizarro comportamento dos membros da expedição, a tarefa aparentemente simples é interrompida por um intrigante assassinato. Quando tudo indica que o crime permanecerá impune, a polícia local solicita a colaboração do extraordinário Hercule Poirot, de passagem em terras iraquianas. Posto à prova no exótico cenário, o arguto detetive belga enfrenta o desafio de desvendar um de seus casos mais insólitos.

11256842_1614575485496832_8888767885987663696_n

Resenha, Entre ácaros e páginas:

O livro é narrado pela enfermeira Amy Leatheram, contratada pelo dr. Leidner para acompanhar a personagem Louise Leidner, sua esposa, que aparentemente está passando por problemas psicológicos e se sentindo perseguida, ela diz receber cartas anônimas com ameaças, mas seu marido acredita que ela esteja apenas passando por momentos difíceis e por isso não leva muito a sério os problemas da mulher.

No começo eu achei o livro um pouco entediante, mas depois, mais precisamente quando a enfermeira chega na casa dos arqueólogos, comecei a acha-lo bem interessante. Tudo ia muito bem, até eu começar a me confundir com o excesso de personagens que a história contém, muitos deles totalmente desnecessários, parecia que eles estavam ali apenas para aumentar o número de suspeitos, mas continuei minha leitura, curiosa com o final.

Poirot só chega na história na página 86, praticamente no meio do livro, e eu senti que a história não mostra muito os seus métodos de investigação, mostrando mais o ponto de vista da enfermeira, mesmo assim a autora consegue deixar os leitores curiosos com o final. E então veio o tão esperado desfecho, não me julguem, mas eu detestei, Poirot começa reunindo todos em uma sala, (okay, até ai tudo normal) e então se começa o capítulo ”O começo de uma viagem” um capítulo de exatamente 26 páginas, apenas com a fala de Poirot, apresentando TODOS os personagens e os motivos que cada um teria para assassinar Louise (acho que eu esqueci de mencionar que Louise foi assassinada misteriosamente) bom, um capítulo longo com histórias totalmente desnecessárias, até pulei alguns parágrafos pois estava ficando entediada, mas para minha surpresa (e decepção) o assassino não foi revelado nesse capítulo, sendo solucionada a história apenas nas páginas seguintes (bem perto do final do livro). Enfim, achei o final meio sem pé nem cabeça, não sei se foi porque eu já estava entediada com 26 páginas de textos e textos sem utilidade alguma, não gostei do livro, embora ele tenha me prendido em algumas partes.

Faça você mesmo: Marca Páginas

Publicado em

A alguns dias atrás postei no instagram do blog um modelo de marca páginas que eu mesma fiz, e para minha surpresa fez bastante sucesso, bastante pessoas me perguntaram como eu fiz, então nesse post vou compartilhar com vocês.

O marca páginas foi esse aqui:

11013357_1614570575497323_348716586465104593_n

Agora vou postar as imagens para imprimir, basta salva-las, imprimir e recortar

image marcadormini12 Marcador-Paginas15Finn - by anamour.com.br

Eu imprimi o meu em sulfite normal, basta dobrar ao meio (para ficar com desenho na frente e atrás do marcador) e pronto! me mandem fotos no instagram do blog mostrando o resultado.

(Dois ultimos marca páginas azul

Marca páginas de coruja

Marca páginas hogwarts)

Resenha: Pollyanna

Publicado em

Estava pensando sobre qual seria a próxima resenha do blog, e então eu lembrei desse livro incrível, que na minha opinião todos deveriam ler, pois  não é apenas uma história, mas também uma lição de vida.

pollyanna

Sinopse:

Sinopse: A pequena Beldingsville, uma típica cidadezinha do início do século XX na Nova Inglaterra, Estados Unidos, nunca mais seria a mesma depois da chegada de Pollyanna, uma órfã de 11 anos que vai morar com a tia, a irascível e angustiada Polly Harrington. Por influência da menina, de uma hora para outras tudo começa a mudar no lugar. Tia Polly aos poucos torna-se uma pessoa melhor, mais amável, e o mesmo acontece com praticamente todos os que conhecem a garota e seu incrível “Jogo do Contente”. Uma otimista incurável, Pollyana não aceita desculpas para a infelicidade e emprenha-se de corpo e alma em ensinar às pessoas o caminho de superar a tristeza. (Fonte: Skoob)

Resenha, Entre Ácaros e Páginas.

Esse livro sempre fez parte da minha vida, quando eu era bem pequena e ainda nem sabia ler, ouvia minha irmã mais velha e minha mãe falarem bastante desse livro, talvez por isso eu tenha tanto carinho por ele. Tudo se passa com Pollyanna, ela perde o pai aos 11 anos de idade e é deixada na casa de sua tia Polly Harrygton, logo no início ela já faz amizade com a empregada Nancy (que é um amor de pessoa) mas ao contrário,  sua tia é muito amarga, muito rígida com a menina e até percebemos não gostar muito dela. Mas Pollyanna não se deixa abater por isso, é uma garota feliz, falante e que diz jogar um tal ”Jogo do Contente” que seu pai ensinou.

O jogo consiste em transformar situações triste em momentos felizes, ver o lado positivo nas coisas, e ela espalha esse jogo para todos que conhece, menos para sua tia, que evita ao máximo conversar com a menina, mas aos poucos, Pollyanna vai conquistando um lugar no coração dela, e também nos nossos corações.

O livro, publicado em 1913 é uma delicia de ler, apesar de história ser bem triste, ele não é uma leitura cansativa, Eleanor H. Porter sabe trazer o leito para dentro da história, de uma maneira incrível.

Após ler esse livro, eu sempre procuro jogar o tal Jogo do contente no meu dia a dia, e com certeza é uma história que vou levar para sempre em meu coração.

Dia Dos namorados, livros de presente!

Publicado em

Dia dos namorados e meu amor me surpreendeu com presentes incríveis! quatro livros da rainha do crime, naquela versão capa dura, muito linda, da editora Nova Fronteira.

Ainda não li nenhum dos títulos, nem sei por onde começar.

11406193_1612713212349726_4236848025938542322_o

Vou apresentar as sinopses para vocês, quem sabe não recebo umas dicas de por onde começar…

A maldição do espelho:

349ca0bb-899e-42d9-8eb5-ff6f7bdf0f9a”O pacato vilarejo de St. Mary Mead está mudando. Novas casas estão sendo construídas, atraindo novos moradores, e agora o povoado tem até um supermercado! De sua janela, Miss Marple assiste a tudo isso e fica curiosa ao saber que a estrela de cinema americana Marina Gregg se mudou para uma das mansões da região. Seu interesse aumenta quando, durante uma das festas na casa da atriz, uma das convidadas morre após tomar um drinque envenenado. A atriz tem certeza de que a bebida havia sido preparada para ela – mas quem poderia querer matá-la? E por quê? Buscando responder a estas perguntas, Miss Marple embrenha-se no passado dos envolvidos, fazendo de A maldição do espelho um dos mistérios mais psicologicamente intensos de Agatha Christie.”

Morte no nilo:

download (1)A parte principal deste romance desenvolve-se a bordo de um barco, que navega pelas águas do Nilo, em cujas margens se levantam ruínas milenárias, restos de uma civilização dedicada ao culto dos mortos; e lá nesse ambiente fúnebre, uma deslumbrante garota, que tinha tudo – juventude, beleza, riqueza e felicidade —, perde tudo, num repente, ao ser assassinada na sua cabine. O assassinato foi cuidadosamente planejado, para que seja impossível descobrir o assassino, quem teve a má sorte de que Hercule Poirot estivesse de férias no Egito, e pudesse investigar seu crime – aliás, seus crimes, porque há mais de um — com uma maior atenção da que se tinha empregado em cometê-los. Para aumentar a intriga e o suspense, sabemos que entre os passageiros doKarnack, se encontra um famoso assassino profissional, que é perseguido pelo Coronel Race, amigo de Poirot e sagaz agente do Serviço Secreto inglês

Morte na Mesopotâmia:

morte_na_mesopotamia_capa_0”Na misteriosa e fascinante Bagdá, uma expediçãoo arqueológica procura vestígios de uma antiga cidade assíria. Mas a arqueologia pouco pode ajudar, quando a bela e encantadora Louise Leidner, esposa do chefe da expedição, é brutalmente assassinada. É preciso que entre em cena o maior de todos os decifradores de enigmas: um conhecido detetive belga… Morte na Mesopotâmia é uma das mais sensacionais aventuras de Hercule Poirot, o genial investigador criado pela imaginação da “velha dama” do crime, Agatha Christie.”

Os trabalhos de Hércules:

f310ee5a-5b9d-491c-9768-2180528efeac”Prestes a se aposentar, o genial detetive Hercule Poirot decide aceitar 12 casos, selecionados de modo a lembrar os 12 trabalhos de Hércules, o célebre héroi grego. A semelhança entre os dois? Apenas a origem do nome de batismo. Mas, quando o pequeno e elegante Poirot percebe que suas “pequenas células cinzentas” estão sendo desafiadas, ele ganha a força do semideus. De “O Leão da Neméia” até “As Profundezas do Inferno”, o leitor vai se divertir e se surpreender com as peripécias do meticuloso belga, umas das mais famosas criações de Agatha Christie.”

resenha: A mansão Hollow – Agatha Christie

Publicado em

Sinopse:

“Numa magnífica casa solarenga de províncias, propriedade de um abastado aristócrata, reúne-se um grupo de pessoas da melhor sociedade inglesa, para passar um agradável final de semana. Porém, entre a “gente fina”, há quem faça coisas más e que, com muitas boas maneiras, pode cometer os piores assassinatos. Isto é o que acontece na mansão de sir Enrique Angkatell: um assassino oculta-se entre seus elegantes convidados e um deles é a sua vítima. Felizmente, também lá se encontra um homenzinho pequeno, de grandes bigodes e com um cérebro privilegiado: Trata-se do famoso detetive Hercule Poirot, que descobre o culpado e impede, na última hora, que este cometa um segundo assassinato.”

11403326_1612124285741952_3572539589802238947_n

Resenha: Entre ácaros e páginas 

A mansão Hollow é um livro muito gostoso de ler, Agatha Christie soube explorar profundamente cada personagem da história, quando comecei a ler o livro, cheguei a conclusão de que qualquer um presente naquela casa teria coragem de cometer um assassinato a sangue frio, inclusive, no meio do livro, eu já comecei a acha-lo sem graça, pois imaginava já ter descoberto o assassino (até achei o livro bem fraquinho) mas no final, veio a surpresa, Agatha Christie conseguiu me surpreender novamente.

Não o considero o melhor livro da escritora, mas também não está na lista dos piores, é um livro bem psicológico, que você consegue acompanhar o drama de cada personagem, descobre seus problemas do passado e as consequências no futuro, o enredo do romance também é muito bom. Mas senti um pouco a falta do detetive Hercule Poirot, não achei ele muito presente na história, mas com certeza, é um livro que se vale a pena ler.

Top 5: livros que não gostei

Publicado em

Quem nunca leu um livro e não gostou? ou simplesmente abandonou no meio, o mais engraçado é que o livro favorito de alguém, pode ser o pior livro para você, então, gostos são gostos, e pensando na minha experiência e opinião literária, fiz um top 5 de livros que não me agradaram.

1 – Liga Desliga:

ligadesliga

Minha irmã que me perdoe (ela que me presenteou com o livro) mas esse livro esta no topo da minha lista de ”piores”

O problema desse livro é o excesso de personagens que só fazem desviar o foco da ação principal, em vários momentos eu tinha que voltar algumas páginas para saber de quem o autor estava falando, sem contar das diversas cenas desnecessárias da história (como uma longa narrativa de um almoço de família, que no final não tinha importância nenhuma ao livro)

Mesmo sendo um livro que não me agrada, sua capa é linda, e sempre chama atenção das pessoas que vão ”espiar” meus livros rsrs

2: Assassinatos demais:

download

Do mesmo autor de Liga-desliga, talvez eu não tenha gostado do modelo de escrita de Colleen McCullough, abandonei o livro pela metade (mas a capa em auto relevo conquistou meu coração)

3 – Para sempre (Série Os imortais)

capaparasempre300dpi

Comprei a série completa (arrependimento eterno) achando que era boa, mesmo vendo muitas criticas ruins pela internet resolvi comprar, a história não é ruim, a autora consegue deixar você preso na narrativa, o problema mesmo foi a personagem principal, ela me irritou muito, sem sal e sem açúcar, tem atitudes que da vontade de entrar no livro e acorda-la para realidade rsrsrs. O livro esta no meu top 5 porque depois de ler as séries Hush Hush e A mediadora, esse livro não chega nem perto de um bom romance sobrenatural.

4: Tormenta (série Fallen)

maxresdefault

Tormenta é o segundo livro da série Fallen, o primeiro livro me prendeu bastante, mas o segundo ficou um tal de voltar pro passado e presente toda hora que eu fiquei irritada e abandonei o livro rsrs (um dia eu volto firme e forte a ler ele)

5: A menina que roubava livros

a_menina_que_roubava_livros

Ganhei esse livro na escola, e ele não me agradou, simplesmente porque não faz o meu ”tipo” literário (não me julguem) e  nesse momento ele está a muito tempo abandonado na minha estante, (para a tristeza de muitos fãs do livro)